Em agosto de 2020, será obrigatório que todas as empresas estejam adequadas à Lei Geral de Proteção de Dados. Porém, você sabe exatamente o que é a LGPD e como deve começar a se preparar para ela? A Braga preparou um texto especial para te explicar tudo sobre o assunto. Continue lendo e confira!

O que é a LGPD?

O objetivo da LGPD é estabelecer regras para empresas públicas e privadas sobre como elas deverão tratar os dados pessoais de seus clientes.

A LGPD é inspirada em outra lei de proteção de dados pessoais e privacidade que já funciona na União Europeia, a General Data Protection Regulation (GDPR). Ela foi criada para garantir sigilo e segurança aos cidadãos europeus com relação ao uso de suas informações arquivadas em bancos de dados de empresas.

A LGPD segue as mesmas premissas, aplicada a empresas que operam ou oferecem serviços no Brasil e utilizam dados pessoais dos cidadãos brasileiros. Esses dados podem ser identificados, como nome e CPF, ou identificáveis, como etnia, endereço de IP ou a posição política.

É importante lembrar que a lei brasileira não é válida para casos de investigação de infrações penais, fins particulares e não econômicos, e também se os dados forem destinados a fins acadêmicos, jornalísticos e artísticos.

Agora que você já sabe o que é a LGPD, saiba como preparar sua empresa para ela.

4 passos para se adequar à LPGD

Ofereça proteção avançada aos dados

Para isso, o ideal é que a empresa invista em soluções de TI que sejam capazes de avaliar riscos, fazer a gestão de dados e garantir a segurança de transferência de dados e acesso às informações pessoais de cada cliente. Isso dará mais segurança e controle.

Mantenha os dados organizados

Todas as documentações fiscais e digitais deverão ser devidamente identificadas, separadas e classificadas. Além disso, é importante também adotar um processo de otimização e gerenciamento dessas informações. Só assim será possível mantê-los protegidos e organizados.

Autorização dos titulares

Todas as empresas deverão ter o consentimento do cliente para usar seus dados, caso esse uso seja necessário. Essa aprovação precisa ser clara e jamais deve estar em páginas ocultas. Sendo assim, o cliente estará ciente sobre como seus dados serão utilizados e para qual finalidade.

Tenha uma política de dados

Para todas as informações coletadas sobre o cliente por processos ou canais de relacionamento, as empresas deverão estabelecer “Políticas de Privacidade e Termos de Uso”.  Assim, você mostra transparência e proporciona mais credibilidade ao negócio.

O que acontece caso a empresa descumpra a lei?

Em 2020, a empresa que não estiver de acordo com a LGPD poderá ser penalizada financeiramente. Além disso, terá que se retratar publicamente, em veículos de grande circulação, sobre o que aconteceu.

Então, agora que você já sabe o que é a LGPD e como deverá preparar sua empresa para que ela esteja de acordo com esta lei, conte com a Braga Soluções em T.I para te ajudar nesse processo.

Agende uma conversa conosco e saiba o que podemos fazer pelo seu negócio!