Será que toda empresa precisa ter uma política de senha corporativa? Em tempos em que hackers estão sequestrando dados em uma velocidade cada vez maior, é preciso parar e avaliar o assunto. A maioria de ações de hackers são feitas a partir de senhas corporativas, que muitas vezes são consideradas boas por quem as utiliza, mas de fácil descobrimento por programas desenvolvidos para descobrir as senhas, os chamados ransomwares.

 

Leia também:

Cases de sucesso da Braga Soluções em TI

A importância do backup recorrente para o seu negócio

 

Os ransomwares são programas desenvolvidos para entrar nos computadores, exibirem mensagens exigindo pagamentos para recuperação de dados, além de bloquear sistemas e até mesmo a utilização dos computadores de sua empresa.

E como é possível ter uma senha corporativa eficaz contra os ataques? É necessário utilizar várias políticas na hora de criar sua senha e evitar qualquer sequestro de dados. O Braguinha separou algumas para auxiliar você e sua empresa nesse processo:

1 – Crie senhas fortes
É natural que muitos colaboradores criem senhas fáceis, para que não se esqueçam dela na hora de utilizar. Mas esse é o principal portão que se abre para os hackers invadirem e sequestrarem dados. O primeiro passo é não usar dados/informações sobre si, como dia do aniversário. É indicado ter um alto número de caracteres, mais de 6, por exemplo. Isso dificulta o descobrimento e cada caractere a mais é uma proteção extra para os acessos e dados da empresa.

2 – Caracteres especiais
Mesmo indicando mais de 6 caracteres, não é bom utilizar nomes e sobrenomes, e sim uma combinação de caracteres especiais e números para variar ao máximo, não tendo uma palavra em si, não repetindo nenhuma letra e/ou símbolo.

3 – Trocas de senhas
É importante trocar periodicamente as senhas utilizadas, para reforçar a segurança. Fazendo isso de forma contínua, acaba se tornando hábito e bloqueia os acessos de desconhecidos na rede. É indicado que as senhas sejam trocadas a cada 3 meses.

4 – Não utilizar a mesma senha em tudo
Não é indicado, também, utilizar a mesma senha em todos os locais e acessos. Caso a senha seja descoberta, por exemplo, o hacker passa a acessar todas as “portas” da empresa usando a mesma senha. Crie acessos diferentes para cada ferramenta/acesso.

5 – Bloqueio de tentativa
Para que a política de senha seja seguida e para garantir ainda mais segurança, crie políticas para bloqueio de contas a partir de um certo número de tentativas erradas com o login. Exemplo: após 4 tentativas, a conta é bloqueada e, para voltar a acessar, o colaborador precisa entrar em contato com o administrador ou área de TI. Em caso de ataque hacker, isso é evitado com o bloqueio também.

Além das dicas do Braguinha acima, é extremamente importante que todos os colaboradores entendam essa necessidade e se conscientizem com a criações de senhas e suas regras. Assim o hábito será constante e a segurança de dados de sua empresa será mantida.

Precisa de ajuda no desenvolvimento do departamento de TI de sua empresa? Clique aqui e fale com o Braga.