Quando pensamos em proteger empresas de ataques virtuais, atitudes simples como ter senhas fortes e não clicar em links suspeitos muitas vezes não são mais suficientes. Isso porque, conforme as tecnologias para a segurança da informação avançam, os hackers também têm atualizado cada vez mais suas ferramentas.

De acordo com a consultoria Gartner, até 2020 cerca de 30% das maiores empresas globais serão vítimas de ataques cibernéticos. Mas esses ataques não estão restritos às grandes corporações. Pequenas e médias empresas também têm sido alvo desses crimes, o que torna ainda mais essencial a adoção de medidas acessíveis de segurança da informação para proteger empresas de ataques virtuais.

Qualquer ataque, seja ele pequeno ou grande, afeta a corporação. Seja com interrupção do trabalho, perda de dados, prejuízo financeiro ou perda de credibilidade, os efeitos de um ataque cibernético podem trazer consequências a longo prazo. Por isso, eles precisam ser combatidos com o maior cuidado possível.

Pensando nisso, a Braga preparou 4 dicas importantes para proteger seu negócio na internet.

 Como proteger empresas de ataques virtuais:

1) Tenha um sistema de backup eficiente

Independente do porte da empresa e de todas as ferramentas de proteção que ela tenha, ter um bom backup é indispensável. Isso porque nenhuma segurança é 100% e ataques podem ocorrer mesmo com inúmeras medidas de proteção.

Para garantir que os dados não sejam perdidos, além de um backup padrão, a dica é contar com uma tecnologia em nuvem ou apostar na redundância.

Caso a empresa opte pela primeira opção, existem diversas plataformas que permitem o armazenamento de dados de forma online, segura e acessível a partir de qualquer dispositivo.

Já a redundância também é uma opção viável. Nesse caso, coloca-se dois HDs armazenando os dados simultaneamente. Em caso de falha do primeiro, o segundo assume e evita perdas de dados e interrupção do trabalho.

2) Use a criptografia

Outra medida muito importante para proteger empresas de ataques virtuais é utilizar a criptografia.

Ao utilizar um sistema de criptografia, os arquivos são transformados em algo “ilegível” para qualquer outra pessoa. Para ler ou utilizá-los, é necessário ter uma chave específica. Isso dificulta o uso dessas informações em casos de ataques.

Criptografar arquivos é essencial para quando você precisa armazená-los ou enviá-los para outra pessoa ou lugar. Isso porque esses momentos podem ser mais vulneráveis a ataques de hackers e sequestros de dados.

Portanto, principalmente quando falamos de informações financeiras e pessoais, é imprescindível contar com a criptografia. 

3) Proteja sua rede interna

Embora muitas medidas de segurança já sejam adotadas por diversas empresas, como firewall e antivírus, muitas se esquecem de algo básico: proteger a conexão de rede.

Por isso, para proteger empresas de ataques virtuais, as redes privadas são uma ótima opção. Elas garantem uma conexão mais segura entre os computadores e outros dispositivos, já que exigem senhas e logins autorizados.

Além disso, outro ponto importante é proteger a conexão de Wi-Fi. Para isso, adote medidas de segurança eficazes e eficientes. Entre elas podemos citar a exigência de cadastro ou login e senha, que permitem maior segurança ao usuário e à empresa durante a navegação.

Estabeleça também políticas de acesso à internet, de forma a bloquear previamente sites considerados perigosos. Isso evita que você deixe toda a proteção na mão do usuário.

4) Oriente seus colaboradores

Quando falamos de segurança da informação nas empresas, um fator ainda é decisivo e problemático: o fator humano.

Isso porque embora algumas medidas sejam bastante conhecidas e simples de fazer, muitos usuários se esquecem ou acabam simplesmente não adotando-as, deixando a rede corporativa totalmente vulnerável.

Por isso, uma medida importante para proteger empresas de ataques virtuais é também educar e orientar seus colaboradores.

Faça cartilhas explicativas sobre as políticas de navegação, criação de senhas e cliques em links duvidosos. Mantenha também uma comunicação frequente sobre esse assunto, já que ele tende a ser “esquecido” com o tempo.

Importante: a segurança da informação da sua empresa depende também de um serviço especializado. Por isso, conte com um parceiro de qualidade como a Braga para fazer toda a gestão de segurança da sua corporação.

Agende uma conversa agora mesmo com a Braga e conheça todas as soluções que oferecemos para o seu negócio!